Mensagens

Exames Nacionais de 2012 e 2013 - A produção de bens e de serviços

Imagem

O mesmo que o ponto anterior

6. Demonstra que a concentração das empresas ocorre nos sectores com mais elevados custos fixos, recorrendo à lei das economias de escala.

R: A existência de economias de escala é a razão que justifica a grande dimensão das empresas pertencentes aos sectores de actividade com elevados custos fixos. Por exemplo, uma refinaria de petróleo necessita de equipamentos de grande dimensão e complexidade tornando os custos fixos muito elevados obrigados as empresas a produzir elevadas quantidades de forma a diluírem esses custos fixos por um número elevado de unidades, baixando assim o custo médio de produção.

7. Relaciona as (des)economias de escala com a curva do custo médio.

R: As deseconomias de escala representam o aumento do custo unitário de um bem resultante de um aumento da quantidade produzidas para além do ponto de dimensão ótima, correspondem a rendimentos à escala decrescentes . Ou seja ocorrem quando o custo total médio de longo prazo aumenta quando a produção aumenta.

8. “Se as …

Combinação dos factores de produção

Imagem
1. Completa a tabela e interpreta a linha correspondente a Q=4.

R: A melhor quantidade é a Q=4 pois a partir desta quantidade o CMg apenas sobe.

2. Representa graficamente CT=CF+CV. Justifica a configuração das curvas.


R: Quanto maior for a diferença entre o CV e o CF maior será o CT.

3. Representa graficamente a relação entre o Custo Marginal e os Custos Médios (CFM, CVM e CTM). Justifica a configuração das curvas.

R: Quando o CTM é maior que o CVM, o Custo Marginal é mais alto. O custo Marginal toca nos pontos mínimos dos Custos Médios, então, quando o CMg está a baixos dos Custos Médios, a média baixa, mas se o CMg está menor que os Custos Médios, a média aumenta.



4. Indica a combinação óptima de factores correspondente aos salários de 5 ao custo da capital de 5,5 na tabela que ficou incompleta na segunda imagem deste post.





5. Relaciona as economias de escala com a concentração que se verifica em muitos ramos da actividade económica: banca, automóvel, distribuição de combustíveis,…
Imagem
1. O conceito de Produtividade apresenta duas variantes: Produtividade do Trabalho e Produtividade Total dos Factores. Distingue-as.

R: A Produtividade do Trabalho é a  produtividade decorrente de um investimento unitário. Produtividade Total é a a relação entre o valor total da produção e o valor total de recursos utilizados para a obter.


2. Como podemos melhorar a produtividade?

R: Podemos melhorar a produtividade com os imediatos efeitos produtivos na comunidade em geral, dado que correspondem a um aumento da população e à melhoria da sua qualidade, com a utilização do mínimo de recursos, o que equivale a um aumento de competitividade no mercado nacional e internacional.


3. Que factores determinam a produtividade?

R:  Os fatores que determinam a produtividade são os fatores produtivos de curto prazo e os fatores produtivos a longo prazo.


4. Compara a produtividade em Portugal com a dos 5 países onde é mais elevada e com a dos 5 onde é menor. (Utiliza o link do ponto seguinte.)

 R: …

Lei dos Rendimentos Decrescentes

Imagem
1. Explica os seguintes conceitos:
- combinação dos factores produtivos: a combinação dos factores de produção depende das características dos próprios factores de produção , que são a adaptabilidade, complementaridade e de substituibilidade.
- função de produção: exprime a relação técnica existente entre a produção e os factores produtivos, o trabalho e a capital, utilizados no processo produtivo.
- factores de produção: são os elementos que contribuem para a produção. São eles: os recursos naturais, o trabalho e o capital.
- complementaridade dos factores: os factores de produção dizem- se  complementares na medida em que só a presença (e a combinação) do trabalho com o capital permite realizar a produção.
- substituibilidade dos factores: os factores de produção podem, dentro de certos limites, substituírem-se uns pelos outros, dando origem a diferentes combinações produtivas.
- o número óptimo de trabalhadores:

2. Distingue o curto prazo do longo prazo tendo em vista a produção.

R…

Causas e tipos de desemprego

Imagem
1. Indica as três categorias profissionais com maior volume de desempregados, em 2017:

a) Homens; Operários, artífices e trabalhadores similares (67,4)
                    Trabalhadores não qualificados (35,8)
                    Pessoal dos serviços e vendedores (33,7)

b) Mulheres. Pessoal dos serviços e vendedores (70,3)
                     Trabalhadores não qualificados (50,4)
                     Especialistas das profissões intelectuais e científicas (28,0)

2. Constrói e comenta um gráfico representando a evolução das taxas de desemprego em Portugal, de 1983 até hoje, segundo o género.




R: Com excepção a 2012 a taxa de desemprego feminino foi mais elevado que masculino.

3. Relaciona a mudança do perfil de especialização exigido pela economia portuguesa com a globalização das economias.

R: Em relação à globalização das economias, Portugal apresenta pouca competitividade por não acrescentar valor significativo aos produtos, isto deve-se ao pouco desenvolvimento industrial.
Na globa…